domingo, 6 de março de 2011

UMA ROTINA PERFEITA

Alfabetizando com Sonia Ubeda



Constantemente, em nosso grupo Professores Solidários, há pedidos para para auxílio na alfabetização. A nossa moderadora, Sonia Ubeda, descreveu um pouco do seu trabalho. Leia abaixo e aproveite essas ricas sugestões.



Relato de Sonia Ubeda


Um professor pediu auxílio com séries iniciais. Então coloquei um pouco de minha prática.

Resolvi passar para o grupo porque sempre tem alguém iniciando na alfabetização.

Coloquei o que e como trabalho, é claro que falta muita coisa, mas, aí vai:


Bem, vamos por parte.


Primeira semana de aula:



Me apresento, apresento a escola (todos os espaços e as pessoas que neles trabalham explicando o que cada um faz) dou enfase aos sanitários (explico também como usar para não sujar) e o local onde se alimentam (mostrando onde colocar os talheres e vasilhas da escola, onde por o lixo, lavar as mãos).

Retornando a sala cada um se apresenta, diz o que espera da escola, o que gosta, o que não gosta e outros detalhes que acharem importante. Isso é feito na roda de conversa, eu costumo sentar as crianças em círculo para que possam ver a todos e interagir melhor (pode ser no pátio, na quadra, num espaço qualquer da escola e, se não for possível sair, faça dentro da sala mesmo dispondo as cadeiras em círculo.

Depois, em sala de aula eu faço a leitura de uma obra infantil voltada para o trabalho com a diversidade e o convívio. Leio cada dia um livro durante uma semana (nos outros dias os livros e textos são variados e de gêneros diferentes).

Discutimos os combinados, eu assumo o papel de escriba e coloco os mesmo em forma de lista na lousa. No dia seguinte entrego uma cópia digitada para cada criança. Elas colam no caderno de leitura e, se não tiver você pode colocar no caderno de classe mesmo.

Começo o trabalho propriamente dito com o alfabeto e o trabalho com os nomes das crianças. Faço fitas de cartolina com os nomes de cada uma e em grupo colamos os mesmos em ordem alfabética separando meninas de meninos. Essa chamadinha fica fixada na parede da sala e servirá como fonte de pesquisa para escreverem outras palavras.


Atividades permanentes que uso


1-Trabalho com o alfabeto

Todos os dias cantamos a parlenda suco gelado:


SUCO GELADO

CABELO ARREPIADO

QUAL É A LETRA DO SEU NAMORADO

A-B-C-D-E...... sempre apontando as letras no alfabeto que deve ser fixado acima do quadro negro.


Primeiro vamos na sequência e depois saltando. Cada dia um aluno vai apontar as letras no alfabeto para a sala ir falando.

Faço esse tipo de atividade até que todos sejam capazes de reconhecer e nomear todas as letras e saber a sequência alfabética.


2-Trabalho com o calendário



Trabalhamos o dia do mês, o ano, o mês, que dia ou mês vem antes ou depois de...

Trabalhamos o clima desenhando, abaixo de cada quadrinho com o dia do mês, como está o tempo e no final do mês fazemos tabelas e gráficos: quantos dias chuvosos, nublados, ensolarados

Trabalhamos primeiro dia da semana, os nomes dos dias (é bom fazer um cartaz com um nome embaixo do outro na ordem e fixar na parede, fazer também um de números com as escritas por extenso dos mesmos e um com os meses do ano - Esse material é necessário, pois eles usam como suporte para a escrita autônoma).


3_ Leitura pelo professor


Três vezes por semana eu leio, no início da aula, um livro, uma receita, um poema, uma música, ou seja, uso variedade textual, vários gêneros e autores. A cada texto lido, eu uso uma estrátegia diferente para prender a atenção dos mesmos (mudo o tom de voz para cada personagem, faço mistério, deixo para ler o final depois, pergunto o que acham que vai acontecer depois de certa parte do livro (instigo de forma que leiam as entrelinhas, o implícito e o explícito). Faço também leitura por capítulos.


4 - Leitura compartilhada

Faço duas vezes por semana. Os alunos acompanham a leitura na cópia que recebem. É bom trabalhar com textos de memória, cantigas, trava línguas.. Depois da leitura colam no caderno de texto ou outro.

Você também pode aproveitar o texto para fazer a leitura de ajuste onde pede para as crianças encontrarem e grifarem as palavras que você pedir.

5- Roda da conversa

Uma vez por semana, com as crianças dispostas em círculos, discutimos fatos ocorridos na escola, no bairro, no mundo. Falamos sobre sentimentos, sobre assuntos ligados à ciência, consumo, ética, convivência, fatos históricos.


6-Roda literária

Todo final de semana as crianças levam gibis, livros ou revistas para leitura e para compartilhar o prazer da mesma com os familiares.

Então, na segunda feira , fazemos a roda literária onde os alunos fazem indicações do que leram. Leiam esse livro porque.. Eu indico esse livro porque... Ou não indico essa leitura porque.... Eles fazem um breve resumo da obra (oralmente)


7- Contagem dos alunos


Contamos as crianças que estão na sala e fazemos a conta, no canto da lousa, para descobrirmos quantos alunos faltaram.



O QUE ACHO IMPORTANTE TER EXPOSTO NAS PAREDES DA SALA:



Alfabeto sem gravuras - acima da lousa

Calendário do mês

Os dias da Semana

Meses do Ano

Numerais e suas escritas

Chamadinha (dividida em meninos e meninas na ordem alfabética e com uma figura do menino e uma da menina acima da fileira de nomes)

Os textos de memória, as listas que à medida que o professor for trabalhando



ATIVIDADES QUE ACHO FUNDAMENTAIS NO TRABALHO COM ALFABETIZAÇÃO:



Escrita e leitura de listas, palavras do mesmo campo semântico. Exemplo: Tem na festa de aniversário (para oferecer pistas aos alunos de forma que façam antecipações de leitura)

Leitura de ajuste de textos de memória (que são cantigas, parlendas, trava línguas, quadrinhas) Cante com eles várias vezes até que note que decoraram o texto.

Você lê apontando com o dedo na lousa, eles acompanham na cópia que eles tem.

Em seguida você fala a palavra e eles precisam encontrála na cópia do texto que tem em mãos.

Reescrita de textos de memória

Depois de memorizado o texto e depois de cantar várias vezes o aluno vai escrever o texto.

Você pode trabalhar essa atividade com as duplas produtivas.

Reescrita de contos ou reconto: Pedir, de início, que escrevam à parte o que mais gostaram, que escrevam a cantiga que aparece no conto, que escrevam o início ou o final.



Ao trabalhar com contos procure relacionar junto com eles as várias formas usadas para iniciar um conto, para finalizar os mesmos, liste: personagens, cenários, heróis, vilões. Isso será fundamental para o momento em que eles forem produzir textos de autoria e para a reescrita.



Esse traballho pode ser feito de diferentes formas: no coletivo (eles vão ditando e você é o escriba, discuta com eles a melhor forma de escrever para deixar o texto mais bonito), em duplas produtivas ou individualmente. Depende de seu objetivo e do nível de conhecimento dos alunos.

Cruzadinhas e caça palavras (sempre no mesmo campo semântico, com ou sem banco de palavras de acordo com o nível de escrita de cada aluno) em dupla ou individualmente.



Caso queira conhecer um pouquinho mais das atividades da Sonia Ubeda, faça uma visita na sua comunidade no orkut:



Minha comunidade

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=53538000

Meu dv

http://www.4shared.com/dir/37329482/6bdc0440/sharing.html

Bjs no ♥

Sonia R Ubeda

http://professoressolidarios.blogspot.com/2011/02/alfabetizando-com-sonia-ubeda.html





DICAS PARA SE FAZER UM PLANO DE AULA

Por jojomaravilha

Os OBJETIVOS abrangem seis grandes áreas do conhecer:

• Conhecimento – Conhecer, apontar, criar, identificar, descrever, classificar, definir, reconhecer e relatar no final, pois, se trata de RE.

• Compreensão – Compreender, concluir, demonstrar, determinar, diferenciar, discutir, deduzir, localizar, reafirmar no final por causa do RE.

• Aplicação – Aplicar, desenvolver, empregar, estruturar, operar, organizar, praticar, selecionar, traçar. Não tem RE.

• Análise – Analisar, comparar, criticar, debater, diferenciar, discriminar, investigar, provar. Não tem RE.

• Síntese – Sintetizar, compor, construir, documentar, especificar, esquematizar, formular, propor, reunir, voltar. Não tem RE.

• Avaliação – Avaliar, argumentar, contratar, decidir, escolher, estimar, julgar, medir, selecionar. Não tem RE.

Todo OBJETIVO tem que ter um verbo do CONHECIMENTO e outro da AVALIAÇÃO. Objetivo não se repete verbo. (+ ou – 5)

COMPETÊNCIAS – Tem que ter verbos da COMPREENSÃO e da APLICAÇÃO. (+ ou – 3)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO OU EIXO TEMÁTICO – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO quando for sobre a apostila/livro na sua totalidade e EIXO TEMÁTICO quando for apenas de uma parte/capítulo.

METODOLOGIA – Aula expositiva dialógica (Vice-Versa), exposição via televisão ou via televisão/DVD de filme, documentário, clipe e etc. Exposição de transparências via retro projetor, elaboração de fichamentos, resumos de textos pré-selecionados, mapeamentos, resolução de exercícios, aplicação de mini aulas, utilização de recursos instrucionais (giz, quadro, apostila, TV, dvd).

AÇÃO DIDÁTICA – Separada por momentos, descreve de maneiro breve o que se vai trabalhar na sala de aula, só pode ter verbos terminados em MENTO e AÇÃO. (+ ou – 3) Exemplo:

Primeiro Momento

Segundo Momento

Terceiro Momento

HABILIDADES – O que o aluno deverá desenvolver/adquirir durante as aulas, usando os verbos no substantivo, terminado em MENTO ou AÇÃO.

AVALIAÇÃO – Forma com que o aluno será avaliado pelo professor. Pode usar verbos sem o R, como por exemplo: CANTAR – CANTA. (+ ou – 3)

BIBLIOGRAFIA - Apostila ou livro onde se teve o embasamento para a aula.



retirado

http://popnews.wordpress.com/

http://professoressolidarios.blogspot.com/2011/02/dicas-para-se-fazer-um-plano-de-aula.html


PARA 4º E 5º ANOS
Leitura e Interpretação da Fábula A cegonha e a Raposa

A Cegonha e a Raposa



Um dia a raposa, que era amiga da cegonha, convidou-a para um jantar. Mas preparou para a amiga uma porção de comidas moles, líquidas, que ela servia sobre uma pedra lisa.

Ora, a cegonha, com seu longo bico, por mais que se esforçasse só conseguia bicar a comida, machucando seu bico e não comendo nada. A raposa insistia para que a cegonha comesse, mas ela não conseguia, e acabou indo para casa com fome.

Então, a cegonha, em outra ocasião, convidou a raposa para jantar com ela.

Preparou comidas cheirosas e colocou em vasos compridos e altos, onde seu bico entrava com facilidade, mas o focinho da raposa não alcançava. Foi a vez da raposa voltar para casa desapontada e faminta.



MORAL: "Não faça aos outros o que não quer que lhe façam."



1- Quem são as personagens da fábula?

______________________________________



2- Por que a cegonha não conseguiu comer a comida que a raposa preparou?

_______________________________________________________________

_______________________________________________________________



3- O que a cegonha fez para se vingar da raposa?

_______________________________________________________________

_______________________________________________________________



4- Como a raposa voltou para casa?

_______________________________________________________________

_______________________________________________________________



5- Qual o ensinamento da fábula A Cegonha e A Raposa?



( ) Que devemos nos vingar dos nossos inimigos.

( ) Que devemos convidar nossos amigos para jantar.

( ) Que devemos tratar os outros como desejamos ser tratados

( ) Que a cegonha não consegue comer em pratos lisos.



6- Qual o título do texto?

_______________________________________________________________



7- Quantos parágrafos têm este texto?

_______________________________________________________________



Elaborado por Susana Sol

Owner do Grupo

Postado por Susana às 14:25 0 comentários Links para esta postagem

Enviar a mensagem por e-mail Dê a sua opinião! Partilhar no Twitter Partilhar no Facebook Partilhar no Google Buzz

Marcadores: Leitura e Interpretação: Fábula

Saresp: Leitura e interpretação de fábulas

Preparei essa atividade para os meus alunos que irão para o 5º ano no próximo ano, dessa maneira vão se acostumando com gabarito e avaliações no modelo do Saresp e Prova Brasil

O CÃO E SEU REFLEXO



Um cão estava se sentindo muito orgulhoso de si mesmo. Achara um enorme pedaço de carne e a levava na boca, pretendendo devorá-lo em paz em algum lugar.

Ele chegou a um curso rio e começou a cruzar a estreita ponte que o levava para o outro lado. De repente, parou e olhou para baixo. Na superfície da água, viu seu próprio reflexo brilhando.

O cão não se deu conta que estava olhando para si mesmo. Julgou estar vendo outro cão com um pedaço de carne na boca.

Opa! Aquele pedaço de carne é maior que o meu, pensou ele. Vou pegá-lo e correr. Dito e feito. Largou seu pedaço de carne para pegar o que estava na boca do outro cão. Naturalmente, seu pedaço caiu n`água e foi parar bem no fundo, deixando-o sem nada.



MORAL: Quem tudo quer tudo perde.



Esopo: Fábulas completas



1- O cão largou seu pedaço de carne porque:



A- atravessou um rio procurando alguma coisa.

B- deixou que o pedaço menor fosse levado pelo rio.

C- ficou privado dos dois pedaços de carne.

D- julgou que o outro cão tinha um pedaço maior.



2- O texto foi escrito com o objetivo principal de:



A- anunciar um produto.

B- dar instruções.

C- transmitir ensinamento.

D- Mostrar pesquisa.



3- O texto trata principalmente da:



A- coragem do cão.

B- fome do cão.

C- ambição do cão.

D- sabedoria do cão.



4- O fato que deu início a narrativa foi:



A- a grande fome do cão.

B- o sentimento de orgulho do cão.

C- a sombra que o cão viu no rio.

D- a ponte que o cão atravessou.



Pinte as respostas que você assinalou acima no gabarito com muita atenção.

1 A B C D

2 A B C D

3 A B C D

4 A B C D

http://professoressolidarios.blogspot.com/search/label/Leitura%20e%20Interpreta%C3%A7%C3%A3o%3A%20F%C3%A1bula

Nenhum comentário:

Postar um comentário