domingo, 16 de outubro de 2011

Doença e morte o verdadeiro mal da Televisão




Encontrei este artigo na net e achei interessante estar postando para vocês, fala sobre a TV relacionada a doença*morte.

Televisão para mim é uma das causas que contribuem para o aumento de déficit de atenção em sala de aula e ainda atrapalha a educação familiar, pois muita coisa do que assistimos na tv vai contra aos nossos ensinamentos de boas maneiras e boa convivência... Mas, assim como eu, acredito que a maioria de vocês também é, mãe que trabalham e não tem como controlar o que seus filhos assistem.

Façam boa leitura, será importante lerem o artigo.

http://meustrabalhospedagogicos.blogspot.com/2011/10/doenca-e-morte-o-verdadeiro-mal-da.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+MeusTrabalhosPedagogicosAtividadesEProjetosParaEducaoInfantil+%28%22+Meus+Trabalhos+Pedag%C3%B3gicos%2C+Atividades+e+Projetos+para+Educa%C3%A7%C3%A3o+Infantil+%22%29

Venhamos e convenhamos, ninguém nunca afirmou que ver TV era saudável. Porém, só agora os médicos descobriram o quão ruim pode ser.

Dados de oito estudos recentes sugerem que, quanto mais você assiste TV, mais propenso fica a desenvolver uma série de problemas de saúde, e mais chances têm de morrer mais cedo.

Os estudos incluíram mais de 175.000 pessoas em todo o mundo e, geralmente, duraram entre 6 e 10 anos. Embora a concepção de cada estudo seja um pouco diferente, a maioria controlou uma longa lista de fatores de saúde (como o índice de massa corporal, níveis de colesterol e histórico familiar) em um esforço de identificar o efeito de assistir TV.

Segundo os pesquisadores, para cada duas horas adicionais que as pessoas passam coladas na TV em um dia típico, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta em 20%, e o risco de doença cardíaca aumenta em 15%. E para cada três horas adicionais, o risco de morrer por qualquer causa salta para 13%, em média.

Segundo o cardiologista Stephen Kopecky, que não participou do estudo, o aumento do risco de doenças ligadas a assistir televisão é semelhante ao que você vê com colesterol alto, pressão arterial ou tabagismo. “A nova análise eleva a importância do estilo de vida sedentário como um fator de risco”, afirma.

Em todo o mundo, assistir televisão é uma das atividades que levam mais tempo, comparáveis a trabalhar e dormir. Os cientistas dizem que, não importa em que momento da vida você esteja, seja velho ou jovem, ver muita TV não é bom.

A conexão entre a TV e doenças não é um mistério. Assistir TV consome tempo de lazer que poderia ser gasto andando, fazendo exercícios, ou mesmo apenas se movimentando. Também tem sido associado a dietas pouco saudáveis, como muito açúcar, refrigerantes, alimentos processados e petiscos (que, talvez não por coincidência, são alimentos frequentemente encontrados em comerciais de televisão).

Além disso, alguns estudos sugerem que a postura sentada prolongada, além de seu impacto sobre os hábitos alimentares e exercício físico, pode causar mudanças no metabolismo que contribuem para níveis de mau colesterol e obesidade.

“É a síndrome do ‘batata de sofá’”, dizem os pesquisadores. “Essas pessoas são extremamente sedentárias, passam várias horas em um sofá assistindo TV, são muito passivas e seu gasto energético é muito baixo, mesmo comparado com outros comportamentos sedentários como sentar e ler, ou sentar enquanto dirige”, explicam.

Os cientistas falam que, hoje, os médicos podem não perceber um aumento dramático de doenças e morte como resultado de assistir TV em excesso, mas o efeito cumulativo pode ter um impacto importante na saúde pública a longo prazo.[CNN]


Fonte: http://hypescience.com/doencas-e-morte-o-verdadeiro-mal-que-a-tv-causa/







MENSAGENS AS PROFESSORAS (Magistério composto por 96% de mulheres)

Ser Professor (a)


É buscar dentro de cada um de nós

Forças para prosseguir, mesmo com toda pressão,

Toda tensão, toda falta de tempo...

Esse é nosso exercício diário!

Ser professor (a) é se alimentar do conhecimento

e fazer de si mesmo (a) janela aberta para o outro.

Ser professor (a) é formar gerações, propiciar o

Questionamento e abrir as portas do saber.

Ser professor (a) é lutar pela transformação...

É formar e transformar,

Através das letras, das artes, dos números...

Ser professor (a) é conhecer os limites do outro.

E, ainda assim, acreditar que ele seja capaz...

Ser professor (a) é também reconhecer que

Todos os dias são feitos para aprender...

Sempre um pouco mais...

Ser professor (a)

É saber que o sonho é possível...

É sonhar com a sociedade melhor...

Inclusiva...

Onde todos possam ter acesso ao saber...

Ser professor (a) é também reconhecer que somos,

Acima de tudo, seres humanos, e que temos licença para rir, chorar, esbravejar...

Porque assim também ajudamos a pensar e construir o mundo.

Todos os dias do ano são seus, professor (a)!

Parabéns!

Fonte: Jornal AconteCendo, nº. 22, Setembro de 2001





O Professor vai além da Gramática, da Matemática, História, Geografia, Arte, Língua Estrangeira, Educação Física, da Física, da Química, das Ciências, do ensino das Profissões,


Vai muito além do Semanário,

Muito além dos Bimestres,

Muito além das Provas e trabalhos,

Muito além dos 200 dias letivos

Muito além da Recuperação e dos Exames

Muito além do Planejamento anual e do Calendário,

Muito além da jornada de trabalho dupla, ou até tripla

Muito além da indisciplina dos alunos

Muito além da incompreensão dos Pais

Somos Educadores, apesar de tudo isso

Somos Educadores porque o mundo ainda precisa de:

Homens e Mulheres de bem, de Poetas, Engenheiros, Médicos, Advogados, Psicólogos, e tantas outras Profissões.

Somos Educadores porque o mundo em que vivemos, precisa ser um mundo melhor, e precisa urgentemente de pessoas melhores.

Muitas profissões devem homenagens, reconhecimento e gratidão a todos os Professores, não apenas no dia de hoje, mas todos os dias de sua existência.

Meu desejo é que todos os Professores sejam renovados e fortalecidos diariamente para transformar vidas, inspirar crianças, jovens e adultos a transcenderem tudo o que é medíocre e alcançarem a excelência.

Feliz Dia do Professor. Sempre !!!

Roseli Brito

http://www.sosprofessor.com.br/blog/?p=477





Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.




A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.

Alguém disse certa vez que professores são como o sol. A semente pode ser ótima, de boa origem, a terra pode ser fértil, pode ser regada todo o dia, mas sem o sol a planta não se desenvolve. E mesmo sem a planta ter consciência disso, o sol está ali todos os dias, iluminando, aquecendo, compartilhando sua energia. Assim são os professores: um sol em nossas vidas. Parabéns pelo seu dia! (Leandro Vieira)

Ser professor é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo que ele lhe ensinou...

Ser professor é consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula que, mesmo ocorrendo todos os dias, a cada dia é única e original...



Ser professor é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma, transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender...

Ser professor é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado.

És o mais afortunado entre todos os que labutam.

A um médico é permitido conduzir a vida num mágico momento. A ti, é permitido ver que a vida renasce a cada dia com novas perguntas, idéias e amizades.

Um arquiteto sabe que, se construir com cuidado, sua estrutura poderá permanecer por séculos. Um professor sabe que, se construir com amor e verdade, o que construir durará para sempre.

És guerreiro, batalhando diariamente contra a pressão dos colegas, o negativismo, o medo, o conformismo, o preconceito, a ignorância e a apatia. Mas tens grandes aliados: Inteligência, Curiosidade.....

Ser professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do espetáculo".

Ser professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés...

PARABÉNS PRAM TODOS (AS) NÓS!!!

Ninguém nega o valor da educação e que um bom professor é imprescindível. Mas, ainda que desejem bons professores para seus filhos, poucos pais desejam que seus filhos sejam professores. Isso nos mostra o reconhecimento que o trabalho de educar é duro, difícil e necessário, mas que permitimos que esses profissionais continuem sendo desvalorizados. Apesar de mal remunerados, com baixo prestígio social e responsabilizados pelo fracasso da educação, grande parte resiste e continua apaixonada pelo seu trabalho.




A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem “águias” e não apenas “galinhas”. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.

Alguém disse certa vez que professores são como o sol. A semente pode ser ótima, de boa origem, a terra pode ser fértil, pode ser regada todo o dia, mas sem o sol a planta não se desenvolve. E mesmo sem a planta ter consciência disso, o sol está ali todos os dias, iluminando, aquecendo, compartilhando sua energia. Assim são os professores: um sol em nossas vidas. Parabéns pelo seu dia! (Leandro Vieira)





Ser professor é professar a fé e a certeza de que tudo terá valido a pena se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo que ele lhe ensinou...



Ser professor é consumir horas e horas pensando em cada detalhe daquela aula que, mesmo ocorrendo todos os dias, a cada dia é única e original...



Ser professor é entrar cansado numa sala de aula e, diante da reação da turma, transformar o cansaço numa aventura maravilhosa de ensinar e aprender...



Ser professor é importar-se com o outro numa dimensão de quem cultiva uma planta muito rara que necessita de atenção, amor e cuidado.



És o mais afortunado entre todos os que labutam.



A um médico é permitido conduzir a vida num mágico momento. A ti, é permitido ver que a vida renasce a cada dia com novas perguntas, idéias e amizades.



Um arquiteto sabe que, se construir com cuidado, sua estrutura poderá permanecer por séculos. Um professor sabe que, se construir com amor e verdade, o que construir durará para sempre.



És guerreiro, batalhando diariamente contra a pressão dos colegas, o negativismo, o medo, o conformismo, o preconceito, a ignorância e a apatia. Mas tens grandes aliados: Inteligência, Curiosidade.....







Ser professor é ter a capacidade de "sair de cena, sem sair do espetáculo".



Ser professor é apontar caminhos, mas deixar que o aluno caminhe com seus próprios pés...



PARABÉNS PRAM TODOS (AS) NÓS!!!



PROFESSOR!!!




SOU UM PROFESSOR QUE PENSA...

... pensa em sair correndo toda vez que é convocado para uma reunião,

que certamente, o responsabilizará mais uma vez, pelo insucesso do aluno.





SOU UM PROFESSOR QUE LUTA...

... luta dentro da sala de aula, para que os alunos não matem

uns aos outros.

Que luta contra seus próprios princípios de educação, ética e moral.



SOU UM PROFESSOR QUE COMPREENDE...

... compreende que não vale a pena lutar contra as regras do sistema,

ele é sempre o lado mais forte.



SOU UM PROFESSOR QUE CRITICA...

... critica a si mesmo por estar fazendo o papel de vários outros profissionais como: psicólogo, médico, psicopedagogo, assistente social, e acaba não sobrando tempo para fazer o seu próprio papel que é o de ensinar.

SOU UM PROFESSOR PACIENTE...

... paciente por que não perde a esperança de dias melhore, e porque espera que a qualquer momento chegue um "estranho" que nunca entrou em uma sala de aula, impondo o modo de

ensinar e avaliar.



SOU UM PROFESSOR QUE SONHA...

... sonha com um aluno interessado... sonha com pais responsáveis... sonha com um salário melhor, um mundo melhor para nossas crianças que serão o futuro do país.

ENFIM, SOU UM PROFESSOR QUE REPRESENTA...

... representa a classe mais desprestigiada e discriminada, e que éincentivada a trabalhar só pelo amor à profissão. Representa um palhaço para os alunos. Representa o fantoche nas mãos do sistema

sendo obrigado a concordar com as falsas metodologias de ensino.

E esse professor, que não sou eu mesmo, mas é uma outra pessoa, representa tão bem, que

só não trabalha como ator, porque já é PROFESSOR e não dá para

conciliar as duas coisas.

Vanisio Luiz da Silva

Professor de Rede Municipal de Ensino de São Paulo.

Doutorando em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo

Membro do Grupo de Estudos e pesquisas em Etnomatematica (GEPEm-FE/USP)

Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em etnomatematicas Negras e Indigenas (GEPENI-UFMT)




segunda-feira, 8 de agosto de 2011

O ABC DO TRAVALÍNGUA - ELIAS JOSÉ

A


A ANA BANANA

TÃO BACANA

NAMORA E GAMA

TODA SEMANA.



A SEMANA QUE ANA

NÃO GAMA

VIRA UM DRAMA.

_____________________________

B

U M BODE BRAVO

É UMA BARRA!

E O BODE BERRA

E O BODE BABA

NA BARBA

_____________________________

C

A CARA DA CORA

QUANDO CORA DEIXA CLARO

QUE MAIS CLARA

DO QUE A CARA

DA CORA

SÓ A CARA

DA CLARA CLARA

_________________________



D

AOS DOMINGOS

SEU DOMINGOS

DEIXA AS DÍVIDAS,

E SÓ SE DIVERTE

COM DADOS

E DOMINÓ

_________________________

E

ENTRAR COM UM ELEFANTE

-- MESMO ELEGANTE –

NUM EDIFÍCIO

É FÁCIL OU DIFÍCIL?

MAS EM ESBOÇO

UM ELEFANTE

-- MESMO ELEGANTE —

CABE ATÉ EM BOLSO.

_________________________

F

A FLORA DO SEU FLORIPES

FABRICA FLORES FABULOSAS

E FAZ FORTUNA

VENDENDO FLORES,

VENDENDO ROSAS,

NA FEIRA

DAS SEXTAS – FEIRAS.

_________________________





G

O GAITEIRO GARIBALDI

GUARDA A GAITA

E GARGALHA COM GRAÇA

SE VÊ A GRAÇA

ENGRAÇANDO

TODA A PRAÇA.

_________________________

H

O QUE HÁ,

O QUE HÁ

COM AGÁ

QUE A GENTE SABE

E VÊ QUE HÁ,

MAS NA HORA DE FALAR

NEM PARECE QUE HÁ?

_________________________

I

NO INÍCIO

DO ITINERÁRIO

UM ÍNDIO VIU

O RIO

E VIU A IARA

E RIU QUE RIU,

OLHANDO A IARA

OLHANDO O RIO.

_________________________





J

A JANDAIA

DO SEU JANJÃO

SE JUNTOU COM A JURITI

DO SEU JURANDIR

E COMERAM TODO O JACÁ

DE JACA

QUE IA

PRA JUNDIAÍ.

_________________________

L

LILI E LALÁ

LAVAM LOUÇA

LEVAM LIXO

E LEVAM LENHA,

SEMPRE LADO A LADO.



E NESSE LEVA-QUE-LEVA,

E NESSE LAVA-QUE-LAVA,

LEVAM A VIDA

E LEVAM VIDA PRA VILA.

_________________________

M

MENINO QUE MUDA MUITO

MUDA MUITO DE REPENTE,

POIS SEMPRE QUE A GENTE MUDA

O MUNDO MUDA COM A

GENTE.

_________________________

N

QUANTA GENTE GRANDE

COM ONDA DE IMPORTANTE

E É SÓ VERNIZ,

POIS NÃO SABE NADA

DO QUE DE REPENTE

ANDA RENTE

DO SEU NARIZ.

_________________________

O

O PREFEITO MOÇO

PROMETEU OVO

MUITO OVO

PRO POVO,

E QUANDO GANHOU,

O PREFEITO NOVO

DEU BANANA PRO POVO.

_________________________























P

O PADRE PEDRO

PEGA O PRATO

E PAPA QUE PAPA

E QUANDO O PADRE PEDRO

PAPA, NÃO PARA

NEM PRO PAPA.



E DIZEM QUE PRAGA

DO PADRE PEDRO

PEGA E PREGA.

MAS QUEM PEGA

A PRAGA

DO PADRE PEDRO

NO PREGO E PREGA

A PRAGA NÃO PEGA.

_________________________

Q

O QUERO-QUERO QUER

PRO QUATI

O QUE O QUATI QUER

PRA TI

R

O RATO ROEU

A RAPADURA

E SE ARREPENDEU

E DIZ QUE SÓ RAPA AGORA

SE FOR RAPAMOLE.

________________________

S

O SAPO SABICHÃO

SÓ SAI DO BREJO

E SOBE EM SAPATO

SE A SUCURI SAI DE SI

E SONHA COM SOPA

DE SAPO.

________________________

T

AO TOPAREM

TRÊS TIGRES TAGARELAS,

TRÊS TATUS

FICARAM TÃO ATARANTADOS

QUE TOCARAM TERRA

NA PRÓPRIA TOCA

_________________________

U

O URUBU OLHOU FUNDO

PRO LADO DO TATU

E O TATU NÃO ATUROU

E QUEBROU O PAU:

_ ATÉ TU, SEU URUBU,

QUER A PELE DO TATU?

_________________________









V

VOVÔ, DE TANTO VAI-E-VEM

DE TANTO VEM-E-VAI,

VAI CASAR COM UMA VIÚVA,

UMA UVA,

NO INVERNO QUE VAI

OU NO VERÃO QUE VEM.

________________________

X

O X DO PROBLEMA

PRO BANDIDO

É FAZER XIXI

NA XÍCARA

DO XERIFE.

_________________________

Z

A ZAZÁ SE ZANGA

COM ZEZÉ

E FICA ZONZA

E FAZ ZORRA

E ZARAZANGA

E VIRA ZOMBARIA.

_________________________



JOSÉ, ELIAS “ QUEM LÊ COM PRESSA TROPEÇA”, ABC DO TRAVA-LÍNGUA, ED. LÊ

sábado, 30 de julho de 2011

PROJETO: LOUSINHA EM CASA – LEITURA E ESCRITA



EMEB ELZA FREIRE

FASE II – 5 ANOS

PROFESSORA NATALIA REYS RODOLFO

JUSTIFICATIVA:

As crianças apresentam um grande fascínio por lousa e giz na escola, desta forma levar para casa este objeto de admiração das crianças com o objetivo voltado para aprendizagem da leitura e da escrita é melhor ainda. Assim de uma forma lúdica e prazerosa, as crianças escrevem palavras, frases ou pequenos textos com acompanhamentos de seus familiares com uma estratégia atraente.



OBJETIVOS:

Familiarizar-se com a escrita por meio de manuseio da lousinha e da vivência de diversas situações em sala de aula e sala de leitura.

Interessar-se por escrever palavras, frases ou textos, ainda que não de forma convencional, motivando-se a avançar na hipótese de escrita.

Apreciar e interessar-se por situações que envolvam a leitura de diferentes gêneros textuais.



ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO:

1- Elaborar uma cartinha aos pais para auxiliar no apoio da criança em casa. Os pais deverão dedicar um tempo para seu ou sua filha, pedindo que escreva letras, palavras, frases, numerais, conforme a fase de escrita em que a criança se encontra.

2- Será sorteada uma criança por dia para levar a lousinha, gizes brancos e coloridos e estojo com apagador.

3- Um caderno de registro acompanhará a lousinha para os pais comentarem as atividades da criança com a lousinha.

4- O projeto será apresentado aos alunos e informações sobre como devem ser os cuidados com os materiais, como acontecerão os sorteios e demais passos.


 



ORIENTAÇÕES DO PROJETO LOUSINHA EM CASA



MAMÃE, PAPAI OU RESPONSÁVEL



ESTAREI ENVIANDO PARA CASA POR UM DIA UMA LOUSINHA, GIZES BRANCOS E COLORIDOS NO ESTOJO COM APAGADOR, SERÁ SORTEADA UMA CRIANÇA POR DIA.

GOSTARIA QUE VOCÊS DEDICASSEM UM TEMPO PARA SEU (UA) FILHO (A) E PEDISSE Á ELE(A) QUE ESCREVESSE ALGUMMAS LETRAS, PALAVRAS (COM DUAS OU TRÊS SÍLABAS) QUE VOCÊS DITARIAM COMO POR EXEMPLO:

GATO SAPATO BONECA PANELA CAMISA

SACI PIPOCA MACACO XAROPE PETECA

PIPA SAPO PATO PATATÁ

OBSERVEM QUE TRABALHEI SÓ SÍLABAS SIMPLES, MAS SE VOCÊ PERCEBEU QUE SEU (UA) FILHO (A) JÁ DOMINA AS PALAVRAS COM SÍLABAS SIMPLES EXCELENTE!!

ENTÃO PARTA PARA PALAVRAS COM SÍLABAS COMPLEXAS, COMO POR EXEMPLO:

ANJO ESTRELA OSTRA ISCA BRASIL FLOR

ESCOLA ÁRVORE PRATO ESTOJO IRMÃO PLANTA

TRABALHO GALINHA SABÃO AVIÃO PARQUE BARCO



SE VOCÊS PERCEBEREM QUE SEU (UA) FILHO(A) ESCREVE PALAVRAS COM SÍLABAS COMPLEXAS SEM DIFICULDADES, PEÇA QUE ESCREVA FRASES, PARLENDAS OU TRECHOS DE MÚSICAS, COMO POR EXEMPLO:

MEIO DIA

MACACA SOFIA

PANELA NO FOGO

BARRIGA VAZIA



ATIREI O PAU NO GATO TO TO....

PIRULITO QUE BATE BATE....

SE EU FOSSE UM PEIXINHO...



ESPERO QUE TENHAM ENTENDIDO O QUE EXPLIQUEI, PODERÃO TRABALHAR TAMBÉM COM NUMERAIS

TERMINADA A ATIVIDADE, GOSTARIA QUE VOCÊS REGISTRASSEM AQUI NESTE CADERNO O QUE FOI REALIZADO COM SEU (UA) FILHO (A) E O QUE VOCÊS ACHARAM DA ATIVIDADE PROPOSTA.



DESEJO BOM DIVERTIMENTO E BOAS DESCOBERTAS JUNTO COM SEU (UA) FILHO(A).





ABRAÇOS E BEIJINHOS!!!





PROFESSORA NATALIA REYS





domingo, 24 de julho de 2011

GÊNERO TEXTUAL: POEMA



AS BORBOLETAS


Brancas

Azuis

Amarelas

E pretas

Brincam

Na luz

As belas

Borboletas

Borboletas brancas

São alegres e francas.



Borboletas azuis

Gostam muito de luz.



As amarelinhas

São tão bonitinhas!



E as pretas, então…

Oh, que escuridão!



Vinícius de Moraes



Do livro: A arca de Noé, Vinícius de Moraes, Livraria José Olympio Editora: 1984; Rio de Janeiro; páginas 58 e 59. 14ª edição.



ATIVIDADES PROPOSTAS



Depois de trabalhar o poema de Vinícius de Morais, escrevi em cartolina e cortei separando cada letra.Separei as crianças em grupos (como entendem a escrita) e cada grupo montou uma parte. Em seguida colamos no cartaz.









As crianças fizeram a dobradura das borboletas e as flores são as mãos da menina que tem paralisia cerebral (ela sempre participa das atividades dentro das suas possibilidades).

_ CONTEÚDO:



LÍNGUA PORTUGUESA

-Gênero textual: poema – os efeitos sonoros, o ritmo, as rimas, assonâncias e as aliterações, a disposição gráfica, o valor expressivo dos sinais de pontuação- “As borboletas de Vinícius de Moraes”.

_ Inferência de informações – implícitas e explícitas;

_ Recitação do poema, valorizando os aspectos fônicos: rimas, ritmo, assonância e aliterações;

_ Produção de texto /poema/hipertexto;

_ Revisão e reescrita do texto produzido;





CIÊNCIAS

-Os animais: insetos / borboletas/metamorfose;

ARTES

-Dobraduras – borboleta



-MATEMÁTICA

-Figuras geométricas/simetria/cores



3 _ OBJETIVO: Refletir sobre valores éticos para a construção de uma sociedade mais justa, contribuindo com a formação de leitores ativos, capazes de produzir textos coerentes, coesos e adequados aos gêneros estudados, ajudando o aluno a expressar-se nas diversas linguagens.





4 _ HABILIDADES:

-Identificar informações relevantes para a compreensão do gênero solicitado;

-Escrever texto considerando as características do gênero;

-Declamar poemas;

-Ler para a classe com expressão de fluência;

-Revisar e reescrever o próprio texto com o auxílio do Professor;

-Resolver dúvida durante a leitura através de consulta a Wikipédia;

-Reconhecer a importância dos seres vivos na terra e desenvolver noções de preservação;

-Perceber a diferença e semelhança entre cubos e quadrados;

-Compor e decompor figuras geométricas planas;

-Desenhar figuras simétricas: borboleta, quadrado;

-Identificar semelhanças entre figuras através do eixo de simetria;

-Utilizar a arte como linguagem, através de uma atitude de busca individual e ou coletiva, articulando a percepção, a imaginação, a emoção, a investigação e a sensibilidade ao vivenciar e fluir produções artísticas.





6 _ TEMPO ESTIMADO: duas semanas



7 _ RECURSOS NECESSÁRIOS:



-HUMANOS – Alunos

-MATERIAIS: computador, internet, data show, cópia do texto “As borboletas de Vinicius de Moraes”, lápis de cor, régua, lápis, borracha, papel set, chamex, papel pardo, giz de cera, guache nas cores variadas, laboratório de informática, cópias de vários poemas e uma caixa grande.





8 _ SEQUENCIA DIDÁTICA



-Conversar sobre a importância da escuta e sobre o ouvir poemas;

-Perguntar aos alunos o que é poema. Em seguida trabalhar as características do gênero textual apresentado (oralmente).

-Repassar a cópia de alguns poemas para a turma obter mais conhecimento do assunto.. Aproveite o momento para fazer algumas perguntas sobre o gênero.

-Apoiando na explanação do conteúdo, construa com a turma um painel coletivo - as características do gênero poema. Afixar em um ponto estratégico da sala, para auxiliar nas produções futuras.

-Em seguida apresentar o poema a ser trabalhado - “As borboletas de Vinicius de Moraes”.

-Levar as crianças no laboratório de informática para entrar no meu blog onde eles utilizarão da ferramenta hipertexto com diferentes trajetos para melhor compreensão das informações facilitadas pelo computador.

-Apresentar para os alunos no data show o poema “As borboletas” e fazer um link na palavra “borboletas”, onde poderão obter várias informações a respeito do animal;

-Entregue uma cópia do texto (ilustrado) e realize as diversas modalidades de leitura: silenciosa, em voz alta, exploratória de imagens e jogralizada com o objetivo de memorização;

-Apresentar o vídeo sobre a metamorfose da borboleta.

-Em seguida o professor partilhará com as crianças informações sobre as borboletas (por exemplo, o porquê das cores desse inseto, a sua metamorfose, onde vive e a necessidade de preservação da espécie, etc.). Tais informações poderão ser enriquecidas através de pesquisa orientada pelo professor. A seguir, os alunos poderão produzir um texto informativo sobre o assunto.

-Depois de trabalhar o poema, confeccionar em cartolina fichas contendo os versos do texto trabalhado. Separar as crianças em grupos para montar o texto original e em seguida colar no cartaz.

-O professor poderá solicitar às crianças a produção, individualmente ou em duplas, de uma história cuja personagem principal seja uma borboleta (quem sabe, uma borboleta branca, ou azul, ou amarelinha, ou preta). Com a imaginação fértil que têm com certeza os alunos produzirão interessantes narrativas.

Podem-se utilizar histórias nas quais a cor preta tem destaque positivo,

Como: Menina Bonita do Laço de Fita, O Menino Marrom e Biografia das Cores.

-Podemos também recriar histórias com as crianças e refazer poesias, como a de Vinicius de Moraes, substituindo escuridão por outros adjetivos.

-A partir dessa poesia, tão conhecida, podemos trabalhar com cores variadas, pintando borboletas de papel, destacando a beleza de todas as cores, inclusive da cor preta e fazendo uma bonita exposição de painéis.

-Aproveitando a “caixa surpresa – metamorfose da borboleta”, trabalhar a planificação, polígonos, sólidos geométricos e cores.

-Para fazer a culminância do planejamento, podemos sugerir a confecção de dobraduras de borboletas com as crianças.





10 – AVALIAÇÃO



Durante todo as atividades trabalhadas podemos observar o avanço de cada aluno durante a realização dos trabalhos propostos como: orais, escrita, produção de texto, nas confecções das dobraduras, painéis, pesquisa e observando as habilidades de cada um.



11 _ REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS



-Fluxo das Aulas – 2009 – Programa Circuito Campeão - IAS

-Referencial Curricular – Ensino Fundamental – 2ª Edição 2009

-Revista Nova Escola –Edição Especial –Produção de texto 2010

-Revista Nova Escola – A tecnologia que ajuda a ensinar – junho 2009

-Tecnologia na Educação: ensinando com as TIC - MEC/SEED 2009

-Coleção Vitória Régia – Língua Portuguesa –IBEP- 2004

PESQUISA NA INTERNET ATRAVÉS DE ALGUNS SITES COMO SUGESTÃO

http://rochamarta.blogspot.com/

http://amotrabalharcomcriancas.blogspot.com/



http://peregrinacultural.wordpress.com/

http://pescarideias.blogspot.com/


http://amagiadeaprender.blogspot.com/



HOSANA DE FATIMA RODRIGUES CORREIA





SOLETRANDO NA ESCOLA



BANCO DE PALAVRAS


5º ANO



alheiro – ramalhete – crescer – habitante – churrasco – hepatite – hiena – harpa – hélice – ambulância – tamanduá – ganso – bagaço – cócega – lógica – girassol –heroína – hospício – cidreira – acrílico – dobradiça – podridão – crachá – guitarra – caracol – barril – pássaro – assobio – guirlanda –mangueira – quatrocentos – crueldade – cromado – drenagem – embriagado – dobradiça – crendice – sacrifício – acrópole – micróbio – drible – edredom – dobradiça – brevidade – criminalista – cromo – breque – bracelete



4º ANO



galinheiro - sábado – remédio – relógio – chinelo – xarope – bruxa – dúzia – Conceição – furação – camaleão – mamão – palhaçada – caçamba – caçarola – açude - companhia – zumbido – ambulância – emblema – bochecha – cachimbo – humanidade – inteligente – caranguejo – pêssego – hospício – hóspede – humano – horizonte – aptidão dezessete - brincar – microondas – criminalista – crucifixo – draconiano – dramático – íngua – aguaceiro – chafariz – fábrica – micróbio – drible – breque – bracelete – acrílico – crueldade –

3º ANO



regime - dança – açude – palhaço – laçar – açúcar – cacique – bacia – geada – pedaço - face – ceia – cinema – recibo – vacina – cidade – horário – índio – anjo – cigarro – pança – caçarola – laçada – bagaço – mágico – gesso – região – página – polícia – cenoura – balanço – bombom - égua – régua – língua –dezessete – assobio – osso – missa – vassoura – bisavô – pássaro – pêssego – capuz – perdiz – arroz – anzol – barril – hotel – funil – pernil – canil – cruz – cuscuz – feroz - capaz – crochê – braço – foguinho – ninguém – alguém – guerra – figueira – Guilherme



2º ANO



cola – bico – bofe - bife – viola – caco – boca – fogo – fofo – foto – fome – foca – babado – boneca – banana – bicudo – sapato – roupa – sacola – caju – beijo - cabeça – barato – pegada – fiada – Deus – abacaxi – cueca - canudo – jogo –perereca – jacaré – violão – feijão – pêra – parabéns – bobão – talão – arara



1º ANO



sala – boca – dado – vaca – avô - boba – bom – belo – aba – rede – pai – rodo – bóia – baú – babão – figueira – suco – toca – roda – saco – ameixa – azeitona – batizado – tomate – pipoca – picolé – batata – tapete – buzina – fogo – gola





REGRAS DO SOLETRANDO



1 – A Professora fala a palavra;

2 – O aluno repete a palavra da Professora;

3 – O aluno soletra a palavra e no final fala a palavra inteira;

4 – Se o aluno não ouvir corretamente a palavra a Professora deverá falar a palavra até 3 vezes;

5 – O aluno tem o direito de pedir o jurado o significado da palavra;

6 – O aluno tem o direito de pedir o jurado para aplicar a palavra em uma frase;

7 – O aluno ao iniciar a soletração da palavra não pode voltar corrigindo-a;

8 – No nível fácil se um dos alunos errarem o mesmo será eliminado;

9 - No nível fácil se dois ou mais alunos errarem permanecem no jogo;

10 – No nível médio e difícil se um dos alunos errarem o mesmo será eliminado.



5º ANO

NÍVEL FÁCIL



1 – GIRASSOL – planta da família das compostas cujas flores, grandes e amarelas, se voltam para o sol.

- As flores de girassol enfeitaram por muito tempo a nossa capital.



2 – LÓGICA – Ciência de raciocinar, livro que trata dessa ciência.

- A lógica é uma ciência estudada no Ensino Médio.



3 – CÓCEGA – sensação irritante produzida em certas partes do corpo por uma fricção ou toque ligeiro que provoca geralmente riso ou movimentos pouco controlados.

- As crianças gostam de brincar de fazer cócegas.



4 – BAGAÇO – resíduo de frutas ou de qualquer outra substância que foi espremida e, em especial, o das uvas.

- O bagaço da laranja é bom para soltá-lo o intestino.



5 – GANSO – ave palmípede, da família dos anterídios, de carne muito gostosa e apreciada.

- Nesta fazenda tem muito ganso.



6 – TAMANDUÁ - mamífero desdentado da América do Sul que se alimenta de formigas.

- O tamanduá bandeira está em extinção.



7 – AMBULÂNCIA – qualidade do que é ambulante.

- A ambulância leva os doentes.



8 – HÉLICE – linha curva traçada sobre um cilindro de revolução; espiral, acionado por um motor e aplicado aos navios, torpedos, aeronaves.

- A hélice do helicóptero parou de mover por alguns segundos.



9 – HARPA – instrumento de música, triangular, cujas cordas desiguais se dedilham com as duas mãos e cuja origem remonta a mais Alta Antiguidade.

- A banda que tocou neste concerto tem harpa e violino.



10 – CHURRASCO – carne passada pelas brasas, refeição cujo prato principal e composto por grelhados.

- Ontem comemos um churrasco delicioso na casa da minha colega.



NÍVEL MÉDIO



1 – CRUELDADE – qualidade de cruel, ato próprio de pessoa cruel.

- Não podemos fazer crueldade para os outros.



2 –QUATROCENTOS – quatro vezes cem.

Esta cidade tem menos de quatrocentos anos.



3 – MANGUEIRA – tubo feito de um material flexível que se adapta a uma torneira, para a condução de líquidos ou gás.

- A mangueira está vazando água.



4 – GUIRLANDA – anel de corda nos cabos das vergas. Série de peças de madeira que encruzam com as peças verticais da carcaça de um navio.

- A noiva estava usando uma guirlanda branca.



5 - ASSOBIO – som produzido por quem assobia ou pelo que assobia.

- Ouve de longe o assobio dos pássaros.



6 – CARACOL – molusco gastrópode, tipo dos helicídeos.

- O caracol está grudado na árvore.



7 – GUITARRA – instrumento de cordas dedilhadas (doze), com um braço dividido em semitons por filetes de metal.

- Este menino toca guitarra muito bem.

8 – CRACHÁ – insígnia honorífica que se traz ao peito, condecoração.

- É obrigatório o uso do crachá na empresa.



9 – ACRÍLICO – ácido hidrossolúvel que forma polímeros, utilizando no fabrico de plástico ou fibra feita a partir desse ácido..

-A piscina é de acrílico.



10 – HOSPÍCIO – casas em que religiosos davam hospedagem a peregrino, viajantes.

- No hospício tem muitas pessoas idosas.



NÍVEL DIFÍCIL



1 – BRACELETE – pulseira .

- Este bracelete foi da rainha Vitória.



2 – DRENAGEM – ação de drenar. Operação que consiste em facilitar, por meio de drenos ou fossas, o escoamento das águas nos terrenos demasiado úmidos.

- A drenagem do rio Manoel Alves cedeu e inundou a cidade.



3- EMBRIAGADO – ébrio. Entusiasmado, extasiado.

- O homem estava embriagado.



4- DOBRADIÇA – Gonzo de portas, janelas, abras de mesa.

- A dobradiça do portão é de ferro.



5 – EDREDOM – cobertura acolchoada para cama.

- O edredom é bem quentinho.



6 – DRIBLE – Ação de driblar, fintar.

- O drible do jogador foi lindo.



7 – MICRÓBIO – Organismo microscópio (animal ou vegetal) bactéria, bacilo.

- O micróbio desta doença foi descoberto recentemente.



8 – ACRÓPOLE - parte mais elevada das antigas cidades gregas.

- Este castelo tem uma acrópole bem antiga.



9 – SACRIFÍCIO – oferta solene à divindade, em donativos ou vítimas.

- Temos que fazer sacrifício para ajudar as pessoas.



10 – CRENDICE – crença absurda ou ridícula.

- A crendice daquela senhora a deixou em mãos lençóis.





4º ANO



NÍVEL FÁCIL



1 – AÇUDE – represa feita em rio ou levada para desviar água para moinhos ou outros usos.

- O açude está cheio de peixe.



2 – CAÇAROLA – tacho metálico de boca mais larga que o fundo.

- A caçarola está cheia de comida.



3 – CAÇAMBA – balde , preso numa corda, para tirar água dos poços.

- A caçamba levou as terras para outro lugar.



4 – PALHAÇADA – ato ou dito de palhaço.

- A platéia está com uma palhaçada engraçada.



5 – MAMÃO – fruto do mamoeiro.

- O mamão está verde.



6 – CAMALEÃO – réptil sáurio, de olhos grandes e salientes e língua protrátil e pegajosa com que caça os insetos de que se alimenta.

- O camaleão subiu na árvore.



7 – FURACÃO – vento violento e repentino.

- Existe furacão nos Estados Unidos.



8 – DÚZIA – conjunto de doze.

- Tenho uma dúzia de ovos para fazer o bolo.



9 – BRUXA – Mulher que faz bruxarias.

- Aquela bruxa é muito feia.



10 – XAROPE – licor formado por açúcar em dissolução e substâncias aromáticas ou medicamentos.

- O xarope é bom para tosse.



NÍVEL MÉDIO



1 – DEZESSETE – numeral cardinal.

- Nesta turma tem dezessete alunos.



2 – APTIDÃO – qualidade de apto, capacidade.

- Estes alunos têm aptidão para pintura.



3 – HORIZONTE – espaço terrestre que a vista abrange (horizonte sensível).

- Vi um arco íris no horizonte.



4 – HUMANO – do homem ou a ele relativo.

- O ser humano é muito complexo.





5 – HÓSPEDE – pessoa que está alojada num estabelecimento hoteleiro.

- O hóspede daquele hotel é argentino.



6– HOSPÍCIO - casa em que religiosos davam hospedagem a peregrinos, viajantes.

- No hospício há pessoas que precisam de ajuda.



7 – PÊSSEGO – fruto do pessegueiro.

- O pêssego está bem maduro.



8 – CARANGUEJO – gênero principal dos crustáceos decápodes que compreende muitas espécies comestíveis.

- Naquele restaurante serve caranguejo delicioso.



9 – HUMANIDADE – o conjunto dos homens, natureza humana.

- A humanidade está precisando de paz.



10 – CACHIMBO - aparelho de fumador, composto dum fornilho em que se deita o tabaco e um tubo aspirador.

- O cachimbo está sem ser usado há muito tempo.



NÍVEL DIFÍCIL



1- CRUELDADE - qualidade de cruel.

- Você agiu com muita crueldade ontem na fila de entrada.



2 – ACRÍLICO – ácido hidrossolúvel que forma polímeros, utilizando no fabrico de plásticos plástico ou fibra feita a partir desse ácido.

- A pulseira da menina é de acrílico.



3 - BRACELETE - pulseira.

- A bracelete é de prata.



4 – DRIBLE – ação de driblar.

- Este drible ficou na história.



5 – FÁBRICA – oficina de fabricação.

- Nesta fábrica de sapatos todos trabalham muito.



6 – AGUACEIRO – Chuva forte e passageira.

- São Paulo está com aguaceiro por todos os lados.



7 – MICROONDAS – micro-ondas forno.

- O menino esquentou o leite no microonda.



8 – CRUCIFIXO – imagem de Cristo crucificado.

- O crucifixo é de ouro e diamante.



9 –BRINCAR – divertir-se, entreter-se com alguma coisa infantil.

- O brincar faz bem para a saúde mental das crianças.



10 – DRAMÁTICO – relativo a drama.

- Você está sendo muito dramático neste dia.



3º ANO



NÍVEL FÁCIL



1 – CIDADE – povoação de graduação superior à vila.

- Sua cidade é muito bonita.



2- VACINA – doença da vaca ou do cavalo que se pode transmitir ao homem e que confere a este a imunidade variólica.

- Vacine as crianças de zero a seis anos.



3 – CENOURA – Planta apiácea hortense.

- O coelho gosta de cenoura.



4 – RECIBO – declaração por escrito de se ter recebido algo.

- Assine este recibo.



5 – CINEMA – arte de compor e realizar filmes destinados a serem projetados.

- Amanhã irei ao cinema.



5 – CEIA – a última refeição do dia, feita depois do jantar.

- A ceia hoje é meia noite.



6 – FACE – cada uma das partes laterais da cara, rosto.

- A face está pálida.



7 – PEDAÇO – parte ou porção de alguma coisa separada do todo.

- Quero um pedaço de bolo de chocolate.



8 – GEADA – orvalho congelado que, onde cai, forma camada branca.

- Na cidade baixa caiu geada.



9 – BACIA – vasilha de louça, metal ou plástico, redonda e larga, para diversos usos domésticos, sobretudo lavagens.

- A bacia está na mesa da cozinha.



10 – CACIQUE – chefe mexicano antes da conquista, chefe de índio.

- O cacique está repousando.





NÍVEL MÉDIO



1 – HORÁRIO – relativo à hora: das horas.

- Temos que cumprir horário.



2 – ÍNDIO – antiga moeda de prata, do tempo de D. Manuel I.

- O índio é valente.



3 – ANJO – ser espiritual que supõe habitar no céu, pessoa de muita bondade.

- O anjo caiu do céu.



4 – CIGARRO – Tabaco enrolado em mortalha de papel para se fumar.

- Não precisamos do cigarro para viver.



5 – PANÇA – barriga ou ventre, estômago maior dos ruminantes, barriga grande ou cheia.

- A pança do gato está grande.



6 –CAÇAROLA – tacho metálico de boca mais larga que o fundo, tacho ou frigideira de barro.

- A caçarola está velha.



7 – LAÇADA – laço fácil de desatar; nó corredio.

- A vaca está laçada para ir para o curral.



8 – BAGAÇO – resíduo de frutos ou de qualquer outra substância que foi espremida e, em especial, o das uvas.

- O bagaço da laranja é comestível.



9 – MÁGICO – relativo a magia, que acontece por magia, sem explicação.

- O mágico sumiu.



10 – POLÍCIA – Ordem e regulamentos estabelecidos numa localidade ou nação.

- A polícia dá segurança a comunidade.



NÍVEL DIFÍCIL



1- PÊSSEGO – fruto do pessegueiro.

- O pêssego está estragado.



2 –PÁSSARO – ave pequena.

- O pássaro voou do ninho.



3 – BISAVÔ – pai do avô ou da avó.

- Meu bisavô é carinhoso.



4 – VASSOURA – feixe de ramos, piaçaba, que serve para varrer.

- A vassoura está velha.



5 – MISSA – Na religião católica, sacrifício do corpo e do sangue de Jesus Cristo, que é feito no altar pelo ministério do padre.

- No último domingo fui à missa.



6 – OSSO – parte dura e sólida que forma a armação do corpo dos vertebrados.

- Os cães gostam de comer osso.



7 – ASSOBIO – som produzido por quem assobia ou pelo que assobia.

- O assobio dos pássaros é bonito.



8 – DEZESSETE – numeral cardinal.

- Tenho dezessete anos.



9 – RÉGUA – peça direita, chata, cilíndrica ou quadrangular, de madeira, substância plástica ou metal, com ou sem graduação, para traçar linhas retas.

- Esta régua tem 50 cm.



10 – ÉGUA – fêmea do cavalo.

- A égua está prenha.





2º ANO



NÍVEL FÁCIL



1 – BANANA – fruto da bananeira.

- A banana está verde.



2 – BONECA – brinquedo para as meninas.

- Mariana brinca de boneca com suas amigas.



3 – FOCA – mamífero anfíbio e carnívoro da ordem dos pinípedes.

- A foca é brincalhona.



4 – FOME – grande apetite de comer, urgência de alimento.

- Eu estou com fome.



5 – FOTO – estar em foto

- Pedro ficou bem na foto



6 – FOFO – resultado ou manifestação da combustão.

- A panela está no fogo.



7 – FOGO – resultado ou manifestação da combustão.

- A panela está no fogo.



8 – BOCA – orifício e cavidade que forma a primeira parte do aparelho digestivo.

- Carlos beijou na boca.



9 – CACO – fragmento de vidro ou louça quebrada.

- O caco de vidro furou meu pé.



10 – VIOLA – instrumento musical análogo à guitarra, mas de sons mais baixo e com a caixa em forma de 8.

- Paulo toca viola muito bem.



NÍVEL MÉDIO





1 – BICUDO – que tem bico, pontiagudo.

- O tucano é bicudo.



2 – SAPATO – calçado que só cobre o pé ou parte do pé.

- O sapato é preto.



3 – ROUPA – designação genérica das peças de vestuário ou peças de estofo para a cama.

- A roupa é nova.



4 – SACOLA – espécie de alforje ou saco de dois fundos que os frades mendicantes traziam aos ombros.

- A sacola está cheia.



5 – CAJU – fruto do cajueiro.

- O suco de caju é muito gostoso.

06 - BEIJO – ação de beijar.

- A mãe beijou o filho.



07 – CANUDO – cilindro oco.

- Bia tomou suco com canudo.



08 – ABACAXI – variedade de ananás.

- O abacaxi é azedo.



9 – BARATO – que custa menos que o preço médio, que é de pouco preço.

- Comprei um vestido barato.



10 – CABEÇA – parte do corpo humano que assenta no pescoço.

- O boi tem a cabeça grande.



NÍVEL DIFÍCIL



1 – PERERECA – espécie de rã que vive nas moitas e sobe às árvores.

- A perereca pulou em Auristela.



2 – JACARÉ – espécie de crocodilo da América.

- O jacaré comeu a cobra.



3 – VIOLÃO- viola grande, com seis cordas, das quais três são bordões.

- O violão está desafinado.



4 – FEIJÃO – semente do feijoeiro.

- O feijão é rico em ferro.



5 – PÊRA – fruto da pereira.

- A pêra é boa para a pele.



6 – PARABÉNS – felicitações, congratulações, canção de aniversário.

- Carla você está de parabéns.



7 – BOBÃO – idiota ou aparvalhado.

- O cachorro é bobão.



8 – TALÃO – parte de recibo ou documento que fica em poder da pessoa que fez a entrega da outra parte.

- Maria recebeu o talão de água.



9 – ARARA – ave trepadora, semelhante ao papagaio.

- A arara está em extinção.



10 – ABACAXI – tipo de ananás.

- O abacaxi é doce.



1º ANO



NÍVEL FÁCIL



1 – ABA – parte da vestimenta que, partindo do busto, cobre os quadris: a aba da blusa.

- A aba da minha blusa está amassada.



2 – BELO – que tem forma ou aparência agradável, perfeita, harmoniosa.

- Hoje o dia está belo.



3 – BOM – que tem as qualidades que convêm à sua natureza.

-Que bom que você veio!



4 – BOBA – mulher idiota ou aparvalhada.

- Alice é boba.



5 – AVÓ – mãe do pai ou da mãe.

- Minha avó é delicada.



6 – VACA – fêmea do boi.

- A vaca está no pasto.



7 - DADO – pequeno cubo que tem em cada faze determinado número de pontos, desde um até seis.

- O dado é de Eduardo.



8 – BOCA - orifício e cavidade que forma a primeira parte do aparelho digestivo.

- Dá minha boca sai palavras belas.



9 – SALA – um dos principais compartimentos de uma casa, destinado, ordinariamente, à recepção de visitas.

-A sala está fechada.



10 – PAI – aquele que tem um ou mais filhos, genitor.

- Eu amo meu pai.





NÍVEL MÉDIO



1 – BÓIA – Corpo flutuante ligado por corrente ou cabo ao fundo do mar e que serve para iniciar escolhas ou referenciar um determinado ponto.

- No rio as crianças usam bóia.



2 – BAÚ – Mala encourada ou de folha, com tampa arqueada.

O baú está cheio de jóias.



3 – BABÃO - pessoa que baba, apaixonado.

O bebê é babão.



4 – FIGUEIRA – árvore da família das moráceas cujo fruto (figo) é comestível.

O pé da figueira está morrendo.



5 – SUCO – seiva , sumo.

- O suco de laranja com cenoura é saboroso.

6 – TOCA – lugar onde se recolhe coelhos e outros animais, buraco, casebre, casa pequena.

- O tatu mora na toca.



7 – RODA – nome genérico dado, em aparelhos ou máquinas, à parte circular que se move em volta de um eixo.

- A roda da bicicleta quebrou.



8 – SACO – receptáculo de tecido ou couro, aberto por cima e cosido por baixo e aos lados.

- O saco de lixo está cheio.



9 – PIPOCA – Grão de milho arrebentado ao fogo.

- Pipoca com guaraná é uma delícia.



10 – BATATA – tubérculo caulinar subterrâneo da batateira, comestível e de largo emprego na alimentação.

- Marina gosta de comer batata.



NÍVEL DIFÍCIL



1 – GOLA – parte que termina o alto de certas peças de roupas, junto ou em volta do pescoço.

- A gola da sua blusa está suja.



2 – FOGO – resultado ou manifestação da combustão.

- O fogo queimou a serra.



3 – BUZINA – corneta do boieiro, trombeta, búzio grande furado no centro para servir de buzina.



4 – TAPETE – estofo com que se cobrem pavimentos, mesas.

- o tapete está molhado.



5 – PICOLÉ – sorvete solidificado na extremidade de um pauzinho por onde se pega para sorvê-lo.

O picolé é de maracujá.



6 – TOMATE – fruto do tomateiro.

- Na salada tem tomate.



7 – Batizado – cerimônia batismal.

- Hoje é dia do meu batizado.



8 – AZEITONA – fruto da oliveira.

- Comprei azeitona sem caroço.



9 – AMEIXA – fruto da ameixeira

- Na salada de frutas tem ameixa.


HOSANA DE FATIMA RODRIGUES CORREIA

http://meucantinhodosencantos.blogspot.com/2010/10/soletrando.html



COMO TRABALHAR MÚSICAS NOS TREINOS ORTOGRÁFICOS



- CURTINDO AS LEITURAS

Cantar / dramatizar as músicas .



- DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES

Treino ortográfico (ditado de palavras e frases), jogos, formação/ estruturação de frases/ampliação, produção de texto, revisão do dia e para casa.



Treino ortográfico: trabalhar o banco de palavras, soletrando.

Regras do Soletrando

1- A professora fala a palavra;

2- O aluno repete a palavra da professora;

3- O aluno soletra a palavra e no final fala a palavra inteira;

4- Se o aluno não ouvir corretamente a palavra, a Professora deverá falar a palavra até 3 vezes;

5- O aluno tem o direito de pedir o jurado para aplicar a palavra em uma frase;

6- Atenção! Ao iniciar a palavra, a professora não pode voltar corrigindo a palavra;

Observação:

A Professora deverá elaborar palavras em três níveis: fácil, médio e difícil.

No nível fácil se um dos alunos errarem o mesmo será eliminado;

No nível fácil se dois ou mais alunos errarem permanece no jogo;

No nível médio e difícil se um dos alunos errarem o mesmo será eliminado.

Jogos ortográficos: bingos, loteria ortográficas, charadas, dominó, dentre outros

Formação de palavras: rimas, lista de palavras, diagramas, nomes de figuras, charadas dentre outras...

Formação, estruturação e ampliação de frases : trabalhar com as perguntas ( Quem? Faz o quê? Como? Onde? Quando? Com quem?)



Produção de textos: trabalhar textos lacunados, fatiados, ilustração de cenas, sequencia lógica, segmentação, reescrita, dentre outros...



- REVISÃO DO DIA

Fazer uma competição entre os alunos. A professora dita uma palavra e duas crianças (grupo “A” e grupo “B” escrevem na lousa a palavra. Quem acertar marca ponto. Continue assim enquanto houver palavras. Prêmio: livre.



PARA CASA

Leitura de palavras (banco de palavras);

Fazer o soletrando com as palavras estudadas;

Dramatizar o texto trabalhado;

Trazer uma gravura relacionada com o texto e montar um painel;

Ilustrar o texto trabalhado ( caderno de Produção).



SEU PEPINO

Melodia: Pai Francisco

Sílabas com p



Seu Pepino solta pipa,

Soca milho no pilão.

PA-ra-rão-pão-pão!

Gosta de comer pipoca,

De jogar pelada

E de rodar pião.



Ele é papudo.

Ele é poeta.

Com a sua patota,

Ele joga petecaa.





O JEITO DE CADA UM

Melodia: Pirulito que bate, bate

Sílabas com b



O urubu é muito esperto

e o lobo não bobeia.

Cada um tem seu jeitinho.

Veja o boto a baleia!



A baleia não é boba.

Vai nadando a rebolar.

O boto faz sucesso

Com a bola ao nadar



O CURIÓ FOFOQUEIRO

Melodia: Eu entrei na roda

Sílabas com c



O curió que é fofoqueiro

Pra coruja foi falar

Que a cabrita não queria

Com o cabrito se casar.



A coruja falou rindo:

“Curió, não dê azar!

Os dois, juntos, já estão

Lá na frente do altar!”



A GAITA DO GALO

Melodia: Seu Juca

Sílabas g



A folgada da galinha

Enganou o galo cantor.

Escondeu a sua gaita

Bem debaixo do tambor





Canta o galo-lo

Só no gogó-gó-gó

Sem sua gaita-ta.

“Cocoricó-có-có-có-có!”







A TARTARUGA

Melodia: Eu sou pobre...

Sílabas com t



A tartaruga tagarela

Não parava de falar.

O tucano de tão zonzo

Começou a desmaiar.



Disse a taturana alegre

Olhando a televisão:

“Você vai ser locutora.

Não agüento a situação!





A TARTARUGA

Melodia: Eu sou pobre...

Sílabas com t



A tartaruga tagarela

Não parava de falar.

O tucano de tão zonzo

Começou a desmaiar.



Disse a taturana alegre

Olhando a televisão:

“Você vai ser locutora.

Não agüento a situação!





O BODE PAGODE

Melodia: Samba-lelê

Sílabas com d



Pagode é um bode danado.

Leva uma vida gozada.

Foge de quem é adulto

E brinca com a criançada.



Olha o bigode

Do bode Pagode!

Sacode o bigode,

Ó, bode Pagode



O BODE PAGODE

Melodia: Samba-lelê

Sílabas com d



Pagode é um bode danado.

Leva uma vida gozada.

Foge de quem é adulto

E brinca com a criançada.



Olha o bigode

Do bode Pagode!

Sacode o bigode,

Ó, bode Pagode!



O MÁGICO GIBA

Melodia: Fui no Itororó...

Silábas com Ge e Gi



O mágico tirou

Do relógio o ponteiro

E fez o girassol

Virar carrossel ligeiro.



Vira, vira, magia!

Vira, vira fantasia!

É de noite, é de dia!

Quanta alegria!



A BRUXA ATRAPALHADA

Melodia: Ciranda Cirandinha...

Sílabas com “r” intercalado



A bruxa atrapalhada

Tropeçou no caldeirão

E levou uma vassourada

Do seu amigo, o dragão!



A bruxa poderosa

Uma decisão tomou

E o pobre do dragão

Numa zebra transformou!



A AVESTRUZ VALDEREZ

Melodia: Marcha soldado

Sílabas com “z” pós-vocálico

Valderez é uma avestruz

Amiga de um gatinho

Que sofre de surdez,

Mas é muito bonitinho.



Para alegrar o gato,

A linda Valderez

Convidou o amigo

Para ir jogar xadrez.



A GUITARRA NO AGUACEIRO

Melodia: Caranguejo..

Sílabas com “gu” ( gua – gue – gui)



Guilherme viu a guitarra

Debaixo do pessegueiro.

Não tinha guarda-chuva

PA sair no aguaceiro.



Pobre da Guitarra,

Lá no aguaceiro!

Ficou toda molhada

Debaixo do pessegueiro!



O ESQUELETO DE AVENTAL

Melodia: Linda rosa juvenil

Sílabas com “qu” (qua – que – qui)



Havia um lindo periquito

No coqueiro do quintal

Que tinha medo do esqueleto

De avental.



Contou pra ele o porquinho

Que o esqueleto de avental

Só era um lençol molhado

No varal!



PALHAÇO FUMACINHA

Melodia: Eu sou pobre...

Sílabas com “c” e “ç”



O palhaço Fumacinha

Sempre faz estardalhaço.

Ele é uma gracinha

E gosta muito de um abraço.



Canta e ri a criançada.

Que calção desengonçado!

Tropeça-se no cadarço,

Cai de um jeito engraçado!







O BEIJA-FLOR FERIDO

Melodia: Terezinha de Jesus

Sílabas com l intercalado



Na clareira da floresta

Morava um beija-flor

Que vivia muito alegre

E voava de flor em flor!



Mas um dia, que tristeza,

Encontrou um caçador

Que o assustou, coitadinho,

e negou-lhe o seu amor!





O FANTASMA E O ESPANTALHO

Melodia: Nesta rua...

Sílabas com n pós-vocálico



O Fantasma, alegre e inteligente,

Só queria, só queria estudar.

Todo dia ia á escola bem contente

E as crianças não queriam assustar.



O Espantalho, que era seu amigo,

Foi à escola vestido só de trapos.

O Fantasma prontamente remendou

Suas roupas e chapéu com esparadrapo!



O SAMBISTA PIRULIM

Melodia: Mineira de Minas

Sílabas com m pós-vocálico



Eu sou um sambista lampeiro

Que toca tambor, tamborim.

Eu danço de pernas bambas,

Meu nome é Pirulim.



Levou um tombaço

O sambista Pirulim

e ficou de pernas bambas

Abraçando o tamborim!



O ROUXINOL

Melodia: Terezinha de Jesus

Sílabas com “l” pós-vocálico



Um rouxinol cantava

Na mangueira do quintal

e um caracol ouvia

e achava genial!



Manuel também ouviu

E achou sensacional.

Foi então que teve a idéia

De levá-lo a um festival!





O COELHO DO ESPELHO

Melodia: Mineira de Minas

Sílabas com lh



A abelha pousou no espelho

Porque viu lá dentro um coelho.

Depois enxergou tão surpresa

O coelho fora do espelho.



Ó, abelhinha,

Só existe um coelho.

O de fora está olhando

Sua imagem no espelho.



ZÉ BOLACHA

Melodia: Peixe vivo

Sílabas com ch



Zé Bolacha é borracheiro,

É charmoso e bonachão,

Tem chuteira emborrachada

Tem galocha e chapelão.



Como pode Zé Bolacha

Sem chinelo de borracha? BIS



Zé Bolacha tem cachorro

Que é cheiroso e brincalhão

Que adora um churrasco,

Chocolate e chimarrão!



O SONHO DA GALINHA

Melodia: Pirulito que...

Sílabas com nh



A galinha do vizinho

Tinha um sonho encantador:

Fugir do galinheiro

E namorar o galo cantor!



Um manto de estrelinhas

A galinha então teceu

Parecia uma rainha

Quando o galo conheceu.





A HIENA GRÃ-FINA

MELODIA: A pula...

Sílabas com h



A hiena é grã-fina

Elegante e bem cuidada

Trata bem da sua higiene

E tem a pele hidratada.



Num hotel de luxo,

a hiena se hospedou.

Mas, quando viu o preço

Horrorizada desmaiou!



O PÁSSARO CASSIANO

Melodia: Pastorzinho

Sílabas com SS



Cassiano é um pássaro

Que vive a assobiar.

Assobia pra Vanessa

Que não para de sonhar.



Um assobio pra cá,

Um assobio pra lá.

Sossega Cassiano,

Venha aqui sonhar!



O PÁSSARO CASSIANO

Melodia: Pastorzinho

Sílabas com SS



Cassiano é um pássaro

Que vive a assobiar.

Assobia pra Vanessa

Que não para de sonhar.



Um assobio pra cá,

Um assobio pra lá.

Sossega Cassiano,

Venha aqui sonhar!



A VESPA E O MOSQUITO

Música: Ciranda...

Sílabas com s pós-vocálico



Um dia numa festa

Algo estranho aconteceu:

Uma vespa de vestido

De repente apareceu.



A lesma, assustada,

Não podia nem falar,

O mosquito, bem esperto,

Foi tirá-la pra dançar!



A RAPOSA VAIDOSA

Melodia: A pulga e o percevejo

Sílabas com s(som de z)



A raposa tão charmosa

Cantou na televisão

E o músico besouro

Fez pra ela uma canção.



Raposa vaidosa,

Por que é assim tão prosa?

O besouro faz poemas

E você fica famosa!



A ZEBRINHA ZEZÉ

Melodia: Capelinha de melão

Sílabas com z



A Zezé é uma zebrinha

Que é mesmo uma beleza,

Usa um chapéu azul

E fica linda, com certeza.



Quando entra na cozinha,

A cozinheira sai correndo.

Zezé gosta de azeitonas,

Pega algumas, sai correndo.



O SIRI SARACOTEIA

MELODIA: Eu fui ao Itororó

Sílabas com s



O siri só vai à praia

Com o sapinho-cururu

Na areia toma sol

E olha o lindo céu azul!



Não saracoteia,

Sapo-cururu.

Que o sirizinho fica jururu!





O BURRICO E O MARRECO

Melodia: Sinhá Aninha

Silabas com RR



O burrico descobriu

Um marreco no terreiro.

Começou logo a zurrar

Aprontando um berreiro.



Rô-rô-rô! Rô-rô-rô!

Um marreco no terreiro!



O marreco apavorado

Gritou alto por socorro.

Veio, numa correria,

Seu amigo, o cachorro.



Rô-rô-rô! Rô-rô-rô!

Gritou alto pó socorro!



O BURRICO E O MARRECO

Melodia: Sinhá Aninha

Silabas com RR



O burrico descobriu

Um marreco no terreiro.

Começou logo a zurrar

Aprontando um berreiro.



Rô-rô-rô! Rô-rô-rô!

Um marreco no terreiro!



O marreco apavorado

Gritou alto por socorro.

Veio, numa correria,

Seu amigo, o cachorro.



Rô-rô-rô! Rô-rô-rô!

Gritou alto pó socorro!





A RATA ROMANA

Melodia: Escravo de Jó

Sílabas com r





A rata romana

É risonha e rosada

Rainha da rua,

Usa saia rodada.





Roque é o rato rei.

De rabinho enrolado.

Dá um beijo em Romana

Com seu jeitinho engraçado.



O URSINHO BRINCALHÃO

Melodia: Carneirinho, carneirão...

Sílabas com r (pós vocálico)





O ursinho perguntou para sua mãe

Se ele podia ir brincar lá no jardim.

A mãe ursa preocupada disse assim:

“Fique longe do porquinho Serafim!”



Serafim gosta de arreliar

O ursinho que é muito brincalhão.

Quando lhe dá na veneta, ele faz

O porquinho tomar banho com sabão.



A CARRUAGEM DA CORUJA

Melodia: Nesta rua...

Sílaba com r (brando)



A CORUJA Carolina que é peralta

Resolveu

Passear com o urubu.

Alugou uma linda carruagem

E convidou pra motorista o peru.



O jacaré foi buscar dona Girafa.

Perguntou se ela também queria ir.

Ela então respondeu toda zangada:

“Com o urubu, eu não quero me exibir!”



A BRUXA PIXUXA

Melodia: O cravo e a rosa

Sílabas com x



Pixuxa é uma bruxa

Xereta e baixinha.

Esconde seus mexericos

Embaixo de uma caixinha.



Pixuxa tinha um peixinho

Pintadinho num pano roxo

E um gato desenxabido

E lerdo porque era coxo.



O MACACO MACALÉ

Melodia: O sapo não lava...

Sílaba com m





O m é de macaco,

De moto e de melão.

Macalé come melado

E Marina, macarrão.



Macalé é um macaco,

Maluco, com certeza.

Ele come na cama

E ainda dorme sobre a mesa



JOÇA, O JABUTI

Melodia: A linda rosa...

Sílabas com j



Era uma vez um jabuti

Que usava só uma bota.

Ele falava as palavras

Só com “jota”





“Sou Joça, o jeca jabuti,

Que só ginga com a jabota

Depois eu jogo para ela

Uma beijoca



A FOCA FELIZ

Melodia: Senhora dona Sancha

Sílaba com f



O “F” é de farofa,

Fita , faca e fubá

Fabiana faz folia

Com a foca no sofá.



A foca foliona,

Com a bola no nariz,

Faz fofoca com a fada,

Fica alegre e é feliz! BIS









A TARTARUGA

Melodia: Eu sou pobre...

Sílabas com t



A tartaruga tagarela

Não parava de falar.

O tucano de tão zonzo

Começou a desmaiar.



Disse a taturana alegre

Olhando a televisão:

“Você vai ser locutora.

Não agüento a situação!



TOCA O SINO

Melodia: Ciranda...

Sílabas com n



Esta noite é de alegria!

Toca o sino, Ó menino!

Bem-be-lém! Bem- be-bem-bém!

Venham a mim os pequeninos.



Mariana ao piano

e Joana ao violino.

Nessa noite de alegria!

Toca o sino, ó menino!



VOVÔ E VOVÓ

Melodia: Pai Francisco

Sílaba com v



A vovó vive na vila,

Lá na vila com vovô.

Pó-ro-ro-po-pô!

Vovô toca violão,

Vovó, viola e rabecão.



Vovô toca valsa

No violão.

Vovó toca samba

No rabecão!



HOSANA DE FATIMA RODRIGUES CORREIA