segunda-feira, 14 de março de 2011

LETRA DE FORMA OU LETRA CURSIVA NO PERÍODO DE ALFABETIZAÇÃO





Ao falar em alfabetização o importante é lembrar que precisamos respeitar o tempo da criança.

A questão letra de forma X letra cursiva é uma dúvida muito recorrente. O assunto tem gerado muitas polêmicas entre os professores e também entre os responsáveis pela criança que acabam cobrando da escola o uso da letra cursiva pelos filhos.

Então, resolvemos elencar os motivos pelos quais achamos conveniente o uso da letra de forma (letra bastão) durante o processo de aquisição da linguagem escrita:

* Vivemos num mundo onde a letra de forma é dominante. A criança está inserida numa sociedade cercada de letra de forma, então, essa é mais natural para ela. Anúncios, nomes de casas comerciais, folhetos, etc. são escritos com letra de forma. No entanto, a letra cursiva é mais pessoal.

* As crianças possuem mais contato com a letra de forma no seu dia a dia e essa familiaridade auxilia muito no processo de escrita.

* No começo da alfabetização a criança ainda está desenvolvendo a motricidade e a letra bastão é mais fácil de ser traçada, exige menos das crianças.

* A letra cursiva exige da criança coordenação motora bem definida.

* Ao escrever uma palavra com letra de forma os espaços entre as letras são bem definidos possibilitando que a criança conte as letras (o que é muito importante no período de alfabetização) e escolha com mais facilidade as letras que deve usar.

* A letra cursiva produz ligadura entre as letras que impõe limites entre as mesmas confundindo as crianças que precisam, nessa fase inicial, escolher a quantidade de letras para escrever a palavra.

* Durante o processo de construção das hipóteses de escrita as crianças precisam pensar em quantas e quais letras usar, assim, a letra de forma, com seus caracteres isolados e seu traçado simples, facilita muito o processo e não gera angústias na criança.

Resumindo:

A letra de forma é mais familiar para a criança. É de fácil traçado não necessitando de uma coordenação motora muito desenvolvida.

O mundo que nos cerca é bombardeado por letras de forma, a letra cursiva é mais pessoal.

O espaçamento entre as letras em uma palavra escrita com letra de forma é bem definido facilitando o processo de contagem das letras para a escrita e melhor visualização das mesmas na leitura.

Conclusão:

A letra cursiva só deve ser trabalhada com crianças em nível alfabético de escrita porque essas já entendem e dominam a lógica do sistema de escrita organizado.

Usar letra cursiva antes da criança dominar o sistema de escrita gera conflitos e angústias na criança dificultando o processo de construção da escrita e causando transtornos desnecessários.

Sobre a autora

Professora alfabetizadora do Estado de São Paulo, fez o curso técnico em Magistério, Graduada em História, pós-graduada em História, fez vários cursos de alfabetização, dentre todos, o que considera mais relevante foi o Curso Letra e Vida.

http://professoressolidarios.blogspot.com/2011/03/letra-de-forma-ou-letra-cursiva-no.html

Um comentário:

  1. Sou professora aposentada e me preocupo ainda (talvez pelo exemplo que vejo em casa pela minha neta), que a escola onde ela estuda a grande maioria dos alunos formados na oitava série só saem escrevendo com letra de forma e maiúsculas.Acho isso um grande absurdo. Será que os professores estão instruídos para somente cobrar do aluno esse tipo de letra?Esses alunos que escrevem assim sabem quando devem escrever com letra maiúscula?Bem, não acho razão para uma pessoa que não tem problemas motores escrever assim , a menos que seja um médico ai concordo pois os garranchos dos médicos estavam pondo em risco os pacientes.

    ResponderExcluir