quarta-feira, 28 de julho de 2010

GOSTEI DESTES DIZERES...REPRESENTA MESMO O QUE ACONTECE COM O SURDO...

“Ser surdo é, em primeiro lugar, não ser escutado. Os ouvintes se agitam, falam e decidem por vocês [surdos] como se simplesmente não estivessem aí. Os responsáveis oficiais da pedagogia dos surdos foram durante cem anos a ilustração, em escala ilustração, em escala institucional, do que acontece com as pessoas surdas na sua cotidianidade. E se mostram tão incapazes de prestar atenção aos propósitos dos Surdos, que esses propósitos ficam, de qualquer maneira, desqualificados de antemão ante seus olhos: os surdos não são profissionais, não são especialistas, não sabem do que falam”




Bernard Mottez (1992)

Retirado do texto:

O surdo e o inaudito. À escuta de Michel Foucault. in:

Foucault 80 anos – José Gondra e Walter Kohan (orgs)

Editora Autêntica



Nenhum comentário:

Postar um comentário